sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Incógnita



         A matemática é mesmo incrível. São letras e números, multiplicação e divisão, soma e subtração, Pitágoras, produto notável, expressões algébricas, diversas funções, infinitos numerais organizados em seus conjuntos, estatísticas, progressões, trigonometria, gráficos, formas geométricas, simetria, porcentagens, enfim... Um campo bem diversificado e que nos propõe diferentes desafios, tanto em resolução quando em descoberta de novas formas de resolvê-lo a partir da necessidade da existência e das inovações.
Esta nítida organização dos numerais e, em consequência, de toda a matemática permite uma reflexão bastante interrogatória quanto à atual sociedade. Se todos nós fossemos matemáticos e tratássemos a sociedade, em seu todo, como um assunto desta área o mundo com certeza teria outra perspectiva sendo esta mais organizada, unida e desafiadora quanto aos problemas surgidos, ou propostos, na tentativa de encontrar a solução mais adequada para cada situação.
Existem três incógnitas nesta equação, mas para esta solução não dependemos da matemática talvez, mas sim de cada um de nós que “calcula” todos os dias qual a opinião mais exata a tomar, qual o caminho mais certo a seguir, qual o sonho mais próximo de sua realização e dos desafios mais distantes da conquista e para isto não usamos formulas, seguimos o rumo do nosso pensamento.
Cada dia é uma incógnita e uma oportunidade de recomeço, mas ao invés de progredirmos estamos em um processo retrógrado aonde a sociedade vai aos poucos ao declínio que em breve será “incalculável”.
Esta sociedade desorganizada e desunida acaba por ignorar os desafios, e assim, não perceber a importância da resolução para estes. Essas são as incógnitas que se tornam tão complexas por não haver uma reflexão que gere a percepção da necessidade que existe para encontrar esta resolução. Mas devo “calcular” por substituição de termos, sendo assim, enquanto as duas incógnitas citadas anteriores não forem resolvidas, jamais encontraremos a solução da outra que é tão necessitada.
Em outras palavras estamos nos preocupando demais com nós mesmo de forma que o termo “sociedade” ainda exista como teoria, onde na prática o que ocorre é algo desumano, desleal e imoral, ou seja, totalmente o inverso do que esta expressão representa ou deveria representar. Acabamos por viver em sociedade, porém aquela onde as desigualdades sociais são consideradas inatas deste meio urbano.
Enquanto este assunto for avaliado como inconversível ou ignorado, continuará existindo e levando todos nós ao abismo social onde nascerá de forma mais indelével o indébito e espantoso problema social.
Se já fomos capazes de organizar a matemática, de criar conceitos, inventar os algarismos, as formulas mais convincentes e com isto o universo numérico mais proporcional a necessidade diária, porque não reorganizamos a sociedade? Revemos valores? Unimos-nos por um meio social melhor, mais justo? Por quê?
Os problemas sociais é uma incógnita que sempre existirá quando o “olhar fechado” continuar a existir, quando o egoísmo continuar a existir, quando a rejeição continuar a existir, enquanto não houver amor...
Realmente a sociedade é incrível. São problemas ignorados, desemprego, conflitos, a fome, a miséria, o preconceito, o racismo, a violência, a justiça injusta, o roubo, a poluição, a degradação, o descaramento, enfim... Um campo bem diversificado que a cada dia nos leva a um abismo sem retorno, como se caíssemos em um fundo insondável e assombroso.
A matemática que possui suas incógnitas se atualiza para evitar os erros, e a sociedade cada vez mais de deleita nos seus, como se tudo fosse normal, como se tudo deveria existir.
Eis o grande erro, haverá um dia solução?
Por: Wesley Carlos

3 comentários:

  1. Wesley nossa muito sincero esse texto seu' sabe por isso que devemos nos achegar mais a Deus , Pq na vida encontramos varias dificuldades . que como vc mesmo disse não conseguimos enfrentar . estamos vivendo em um mundo de egoismo. mais Deus é conosco. Obrigada pela sinceridade nas palavras. Deus te abençoe continue assim . Obs:Meu professor lindão.

    ResponderExcluir
  2. Seria tão bom se todos os problemas da humanidade pudessem ser resolvidos como operações matemáticas, mas na vida somos uma infindável soma de incógnitas. Incógnitas nos termos, incógnita no resultado.
    Textos como esse são um ótimo jeito de deixar de ser incógnita, de se revelar e de fazer com que outras pessoas também se revelem. É impossível chegar a um consenso com que não expõe sua opiniões. Você deu o primeiro passo, se expôs e com isso dá aos seus leitores a oportunidade de se posicionarem contra ou a favor do que você disse, sabendo que você não falou nada mais que a verdade e quem posiciona-se contra a verdade coloca uma venda perpétua nos próprios olhos.

    ResponderExcluir
  3. Adorei!
    O estudo da matemática desperta um olhar lógico, organiza os pensamentos, traz clareza, ensina a avaliar melhor as possibilidades, permite escolhas mais consciente, porém, para lidar com os seres humanos é preciso aceitar, compreender, perdoar; melhor dizendo, permitir que o amor se manifeste em nós. Isto é um exercício diário de renovação íntima que todos nós deveriamos fazer para vivermos em harmonia.
    Gostei muito!
    Aline Guida

    ResponderExcluir

Gostaria de agradecer, por você ler e comentar nos artigos postado neste blog, pois escrevo com amor e fico feliz quando vejo um pedaço da Essência de vocês aqui em baixo. Quando você comenta me dá a direção a qual devo tomar, o que tenho que escrever e/ou esclarecer.
A Essência agora está em você: Comente!!
Obrigado.