quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Objeção


Talvez eu seja, por inteiro, a sua metade;
talvez eu seja, na metade, parte do seu inteiro.
...
Talvez eu seja, por inteiro, parte da sua felicidade;
talvez eu seja, na metade, pedaço do seu sorriso.
....
Talvez eu seja, por inteiro, a parte de que não tenho;
talvez eu seja, na metade, a parte que em mim faltou.
...
Talvez eu seja, por inteiro, a metade do sentimento;
Ou, na metade, o inteiro que se findou.

                                                                                                     Por: Wesley Carlos

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Reconhecer


E foi dando tanto tempo, que tempo faltou.
E foi dando tantas desculpas, que justificativa não houve.
Foi tendo tanto medo, que o medo me impediu:
de viver o que sonhara ou de sonhar o que não vivi.
...
E foi dando tanto de mim, que pouco foi realmente cedido.
E foi dando tantos sorrisos, que a verdadeira alegria não existiu.
Foi querendo tanto zelo, que a amargura me atingiu:
por doar apenas a amizade ou por não ser como ela quis.
...
E foi dando tantos olhares, que pouco enxerguei.
E foi dando tantas palavras, que atitudes faltaram.
Foi dando quase tudo, que nada não foi realmente doado:
o sonho não foi alcançado ou o sonho não me alcançou.
...
E foi com tanto "quase", que pouco consegui viver.
E foi querendo tanta certeza, que conhecimento  me faltou.
Foi querendo evitar tanto sofrimento, que hoje sofro a pensar:
era você o tempo todo e eu não via ou fingia não enxergar.
...
Foi por pouco e, neste pouco, perdi você
pelo muito que, um dia, neguei te fornecer.

                                                                                                     Por: Wesley Carlos

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Pétalas, papel


As flores são para completar seu perfume,
e a carta para te entregar o coração.
...
As flores são para despertar seu sorriso,
e a carta para gerar emoção.
...
As flores são completudes do momento,
e a carta o registro do que sente o coração.
...
As flores eram para se entregues,
e, a carta, lida.
...
Mas as flores não foram recebidas,
e, a carta, indeferida.
...
O que fazer com essa carta, com essa flor?
Jogo fora ou insisto neste amor?


                                                                                                     Por: Wesley Carlos

sábado, 7 de junho de 2014

Apenas lembranças


Vou esconder para sempre o que sente o coração
Vou esconder para sempre para não me magoar
Vou esconder para sempre pois o velho coração
o impossível novamente passa a amar.
...
Vou esconder para sempre os versos que descrevem
Vou esconder para sempre as músicas que ouvi
Vou esconder para sempre as lembranças que percorrem
o impossível existente neste sentir.
...
Vou esconder para sempre os sorrisos que gravei
Vou esconder para sempre os abraços que ganhei
Vou esconder para sempre de modo a perpetuar
o impossível sentimento que em mim viverá.
...
Vou esconder para sempre as lembranças que não vivi
Vou esconder para sempre as metas que apenas sonhei
Vou esconder para sempre, o sempre que vive em mim
do impossível sentimento possível de sentir.

                                                   Por: Wesley Carlos

sábado, 31 de maio de 2014

Migalhas


Existe muito em mim que precisa de ti
E pouco em ti que precisa de mim
Mas esse é o pouco (mais pouco), 
que necessito para ficar feliz. 
...
Existe muito em mim que busca a ti
E pouco em ti que busca algo em mim
Mas esse é o pouco (mais pouco)
que necessito para sorrir.
...
Existe muito em mim que não me deixa desistir
E pouco em ti que comigo fica a sonhar
Mas este pouco já é suficiente
Para a felicidade em mim reinar.



                                                   Por: Wesley Carlos