É um prazer imenso ter vocês aqui... Infelizmente, não tenho dado ao blog a atenção que ele merece, devido a correria do dia a dia. No entanto, o "Essência da Palavra" continua ativo, apesar da frequência reduzida de publicações. O carinho de vocês pelo espaço tem grande importância a mim. Obrigado!


Wesley Carlos, 17/09/2017.

sábado, 31 de maio de 2014

Migalhas


Existe muito em mim que precisa de ti
E pouco em ti que precisa de mim
Mas esse é o pouco (mais pouco), 
que necessito para ficar feliz. 
...
Existe muito em mim que busca a ti
E pouco em ti que busca algo em mim
Mas esse é o pouco (mais pouco)
que necessito para sorrir.
...
Existe muito em mim que não me deixa desistir
E pouco em ti que comigo fica a sonhar
Mas este pouco já é suficiente
Para a felicidade em mim reinar.



                                                   Por: Wesley Carlos

10 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá, Gabi :D

      E eu mais ainda com a sua presença. Volte sempre!

      Excluir
  2. Muito feliz por ter tido o prazer e a honra de ser uma das primeiras a ler! Ganhou mais uma fã além de amiga! Perfeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana!

      Eu que me sinto honrado de ter a sua amizade e mais ainda de receber esse carinho. Volte sempre!

      Excluir
  3. Olá Wesley.

    Passando para deixar um saudoso abraço.
    Parabens pelos belos versos, como sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lu! Como vai?

      Lembre-se que é sempre um prazer ter você por aqui.

      Excluir
  4. Larissa de Souza9 de junho de 2014 00:18

    Olá Wesley,
    estou amando esse seu prenúncio de fase romântica!
    Quando penso nos poetas e na poesia em si, a primeira palavra/sentimento que vem a minha cabeça é: Amor!
    O poeta é, antes de tudo, Amor. Amor que não se contém e que não pode ser contido. Amor que vira verso antes, durante e depois de ter sido sentido.
    Amor que se contenta com pouco, que se alimenta de migalhas e vive de esperança.
    Amor que é AMOR!!
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  5. fazia um tempinho que não passava por aqui, e estou vendo que continua arrasando nas palavras! adorei o poema, parabéns :]

    ResponderExcluir
  6. Olá, Bianca!

    Fazia tempo que não postava algo, (risos). Talvez seja este o motivo! Desde já, muito obrigado por seu cainho sua presença. Volte sempre, é um prazer te ter por aqui! Abraços,

    Att.,

    Wesley Cr.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Larissa!

    Seus comentários sempre me deixam sem palavras e sem folego. Muito obrigado pelo carinho prestígio que fornece ao meu blog. O que do poeta sem amor? É ele que nós fornece essa essência e a capacidade de senti-la. Obrigado pela vista!

    ResponderExcluir

Gostaria de agradecer, por você ler e comentar nos artigos postado neste blog, pois escrevo com amor e fico feliz quando vejo um pedaço da Essência de vocês aqui em baixo. Quando você comenta me dá a direção a qual devo tomar, o que tenho que escrever e/ou esclarecer.
A Essência agora está em você: Comente!!
Obrigado.