sexta-feira, 3 de abril de 2015

Nostalgia

     Que saudade das palavras: saudades de escrever, de me descrever, de me desprender, de me recitar, de me incluir, de me revelar, de me aconselhar, de viajar, de criar seres e os conhecer. Saudades do calor do abraço das vogais, dos beijos consonantais, dos encontros poéticos nos contos surreais... Saudade do problema sem solução e daquela solução sem problemas. Saudade das frases formadas, das formalizadas e até das informais. Ah... Saudade das rimas internas, das emparelhadas, das cruzadas e das enlaçadas. Saudade da Fonologia, da Morfologia, da Etimologia! Saudade de imaginar, de poder inventar, de reinventar e adaptar (...) Saudade das palavras, saudade das palavras: palavras, palavras!



7 comentários:

  1. Cantinho muito criativo!
    Saudades das palavras, estas sim, quando nos soltamos nelas, nos faz refletir, viajar a um mundo imaginário, real e imortal.
    Belo poema nostálgico.
    Big abraço.

    ResponderExcluir
  2. Saudades... saudades, quaaaaaaanta saudade!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, meu rapaz.
    O que está acontecendo, a vida está corrida demais? Estou esperando sua visita.

    Um abraço, paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Geraldo! Já estive passando por lá e deixei algumas palavras, forte abraço!
      Novas postagens em breve no meu cantinho. Agradeço a visita!

      Excluir
  4. Sentindo sua falta nobre escritor e com certeza os outros leitores tbm! Volta assim que puder tá bem?! Rs..
    Tenha um ótimo inicio de semana! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Line. Como vai? Primeiramente agradeço o carinho da visita e pelo comentário. Ainda não retornei com novas postagens, mas tenho visitado alguns blogs nestes últimos dias (apenas como leitor). Já tenho alguns textos prontos, mas ainda não parei para analisá-los e, assim, postar. Mas ainda estou por aqui, (risos). Bem e, muito bem vivo! Espero que esteja bem também ^^ A animação, pelo menos, vejo que permaneceu (risos).

      Abração para você e obrigado pelo carinho!

      Excluir
  5. Ai, Wesley, hoje me bateu uma saudade... Então, resolvi visitar o seu blog e deparei-me com esse texto lindo, que expressa tão bem o que eu estou sentindo. Ah, que saudade! E, como não sabemos conviver com esse sentimento tão constante em nossas vidas. Queremos tantas coisas, mas não queremos nos desfazer de nada, não abrimos mão de ninguém. É duro aprender que não podemos ter tudo, porque nessa aprendizagem perdemos coisas e pessoas essenciais. O que nos resta no final desse aprendizado todo é a saudade. Ah, saudade! Acho que depois desse belo texto minha saudade tá ainda maior...

    ResponderExcluir

Gostaria de agradecer, por você ler e comentar nos artigos postado neste blog, pois escrevo com amor e fico feliz quando vejo um pedaço da Essência de vocês aqui em baixo. Quando você comenta me dá a direção a qual devo tomar, o que tenho que escrever e/ou esclarecer.
A Essência agora está em você: Comente!!
Obrigado.