quinta-feira, 3 de março de 2011

Algumas Perguntas

           
            Será que sou feliz ou a felicidade é a ilusão do viver? Será que sou feliz ou é somente a praticidade do querer? É possível ser feliz ou a cada dia a felicidade torna-se mais difícil de ser alcançada?
            O sereno começa a cair...
            Será que estou feliz ou o que eu sinto são somente alegrias? Tenho motivo para ser feliz ou a tristeza me fornece mais? Tenho o sonho de ser feliz ou o sonho é mera intuição do meu querer? Viver me faz feliz ou a morte saciaria este desejo?
            O sereno se tornava mais forte, e o brilho da lua era substituído pelas nuvens escuras...
            A felicidade existe ou ainda é um projeto não produzido? A felicidade é uma razão ou a razão requer a felicidade? A ética me restringe ou a felicidade me limita? O conceito me surpreende ou não existe conceito para defini-la? O amor produz a felicidade ou a ausência a faz desejar?
            O barulho da chuva já podia ser ouvido sobre o telhado, não havia lua nem brilho de estrelas...
            A natureza é feliz ou somente seres racionais a desejam? O racional é feliz ou esta busca acaba o tornando cada vez mais deprimente? A realização do sonho nos faz feliz ou tudo são alegrias passageiras? A felicidade é duradoura ou seu caminho de encontro que é longo? Depois da guerra é possível ser feliz ou esta acaba sendo substituída pela emoção do mérito?
            O vento entrava pela janela, trazendo gotas frias da chuva, e movimentava as cortinas...
            Existe um ser feliz ou somente seres enganados pela alegria? Ser feliz é ser alegre ou ser alegre é ser feliz? O sorrir é espontâneo ou é o disfarce de uma dor? A felicidade está no espontâneo ou no marco de dor? A felicidade se recupera ou é impossível um reencontro?
            As gotas de chuva, agora, batiam contra o vidro, o vento já não movimentava as cortinas mais e o barulho da chuva sobre o telhado era menor...
            Sonhar em ser feliz significa que não está sendo ou que tem curiosidade em querer saber se é? Sabemos se estamos felizes ou este sentimento ignora o saber? É necessário entender ou simplesmente ser? A felicidade é restrita a alguns ou nisto somos iguais? O que nos torna realmente feliz? Viver ou querer viver? Sentir ou querer sentir? Sonhar ou querer sonhar? Buscar ou querer buscar? Ser ou querer ser?
            Aos poucos a chuva ia cessando, já era possível ouvir o movimentar do relógio. Pela janela via-se a rua molhada, a rua pouco iluminada e a rua vazia...
            Ser feliz é uma pergunta ou nós que fazemos dela uma interrogação? A felicidade é um encanto ou não passa de um conto? Estaremos bem com a felicidade ou a felicidade é apenas o início de nosso bem? Ser feliz envolve o amor ou este é sinônimo de riqueza? O sol nos faz feliz ou a chuva nos faz pensar nela?
            O frio ia aumentando trazendo consigo a solidão, e fui. Só não lembro de ter voltado...
Por: Wesley Carlos

3 comentários:

  1. Como disse José Castello ao descrever Vinícius e seu conceito de felicidade... "a felicidade é um caminho de muitos acessos" e ele ainda diz que o importante é alcança-la sem fazer juízo dos caminhos que se tomou, da mediocridade ou ordinariedade do mesmo. Quintana já nos diz que o que por todos os lados procuramos está na ponta do nariz, assim como prega o Budismo quando conta a história de um cara que busca uma jóia rara por todo canto tendo-a na mochila em suas costas. Eu particularmente acho que felicidade é um saldo, e não uma constância. Cazuza dizia que os momentos bons de uma vida inteira, daqueles que merecem ser contados se somados dariam menos de cinco minutos, era um olhar, um beijo, um toque. Acho que se fizermos por dia, um minuto feliz, salvamo-nos da infelicidade, salvamos todos os dias, salvamo-nos por completo.

    "A felicidade é como a gota de orvalho numa pétala de flor, brilha tranquila e de repente oscila... e cai como uma lágrima de amor." Vinícius de Moraes

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Boa prosa, Wesley. Vou te seguir, pra lembrar o caminho pra poder voltar. ;)

    ResponderExcluir
  3. Obrigada, caríssimo. Seus textos são ótimos. Sua forma de se expressar é bem agradável aos olhos do leitor.

    Escrever não é o mais difícil. Difícil é organizar as palavras, de nossa mente para a tela, de um jeito que mais se aproxime ao que se originou dentro da nossa cabeça, sem perder o nexo pelo caminho. rs

    Se bem que escrever textos sem sentido também é válido, porque é o que mais acontece na nossa mente, não? Se for para ser bem honesto com nossas inspirações, deveríamos escrever umas insanidades vez ou outra. Nessas horas os poemas são uma boa saída. rs

    Bom feriadão de Carnaval! Obrigada/!

    ResponderExcluir

Gostaria de agradecer, por você ler e comentar nos artigos postado neste blog, pois escrevo com amor e fico feliz quando vejo um pedaço da Essência de vocês aqui em baixo. Quando você comenta me dá a direção a qual devo tomar, o que tenho que escrever e/ou esclarecer.
A Essência agora está em você: Comente!!
Obrigado.