terça-feira, 5 de agosto de 2014

Reconhecer


E foi dando tanto tempo, que tempo faltou.
E foi dando tantas desculpas, que justificativa não houve.
Foi tendo tanto medo, que o medo me impediu:
de viver o que sonhara ou de sonhar o que não vivi.
...
E foi dando tanto de mim, que pouco foi realmente cedido.
E foi dando tantos sorrisos, que a verdadeira alegria não existiu.
Foi querendo tanto zelo, que a amargura me atingiu:
por doar apenas a amizade ou por não ser como ela quis.
...
E foi dando tantos olhares, que pouco enxerguei.
E foi dando tantas palavras, que atitudes faltaram.
Foi dando quase tudo, que nada não foi realmente doado:
o sonho não foi alcançado ou o sonho não me alcançou.
...
E foi com tanto "quase", que pouco consegui viver.
E foi querendo tanta certeza, que conhecimento  me faltou.
Foi querendo evitar tanto sofrimento, que hoje sofro a pensar:
era você o tempo todo e eu não via ou fingia não enxergar.
...
Foi por pouco e, neste pouco, perdi você
pelo muito que, um dia, neguei te fornecer.

                                                                                                     Por: Wesley Carlos